Posts Tagged ‘TCC’

h1

Sabe quando o Goku pediu forças pra todo mundo pra fazer aquela Genki dama?

24 de novembro de 2013

Pois é, venho aqui encarecidamente pedir o mesmo pra vocês. É que meu treinamento de heroína entra em uma fase crucial e precisa de todas as (boas) forças pra passar por ela de uma vez por todas. Então levanta o bracinho pra cima e faz que nem tu fizeste na frente da TV pra ajudar o Goku a vencer o Freeza. Te juro que pago uma gelada quando isso tudo acabar 😉

Amém.

Genki dama

Anúncios
h1

DESESPERO É

13 de setembro de 2013

Montar um cronograma de produção em plena sexta-feira 13 e perceber que tô ~simplesmente fodida~.

Aquieta teu facho, queridinha! Tipo assim, por uns 4 meses o.O

h1

Pra ontem

2 de maio de 2013

São meia noite e eu passei o dia trabalhando em minhas pesquisas.

Feliz pós-dia do trabalhador.

h1

Tá rolanu

28 de fevereiro de 2013

DSC05332

h1

De volta aos trabalhos.

15 de fevereiro de 2013

Avançando.

Tecno-Música, O primeiro capítulo do meu TCC que está quaaase finalizado, trata das origens do tecnobrega e seus genes musicais, da influência das novas tecnologias da informação na sua produção, do seu modelo open business e faz uma caracterização do tecnobrega dos anos 2002-2007, mais precisamente das “músicas de aparelhagem”(ou metamídias, como tô emprestando do Hermano Vianna), aquelas músicas que falam do Rubi, do Super pop, do Dj Dinho, d’Apororoca, que lembram aqueles nossos verões, fins de ano, copa do mundo, eleições etc e que são verdadeiros jingles publicitários usados como divulgação por e para a indústria do tecnobrega.

Os dois primeiros itens do capítulo são compilações de algumas literaturas sobre o ritmo, por isso não foi muito fácil de produzir ( tive que ter jogo de cintura pra não chover no molhado) Depois de várias leituras, vídeos, músicas, deixei fluir as minhas impressões e fixei o ponto de vista na comunicação, aí gostei do resultado – ficou com um toque bem pessoal =]

Já o último, sobre as metamídias, começou a fluir bem porque é a caracterização do meu objeto de análise, então é só ir juntando as ideias guardadinhas na caixola, concatenar com umas teoriazinhas que já estão engalilhadas e zás.

Preciso que as coisas continuem nesse andamento pra que meu calendário siga sua execução. Até então tá tudo All right.

Entonces umbora dormir que isso também faz parte.

Inté.

h1

Epígrafe

5 de fevereiro de 2013

“Por que fingir que não gosta /se no seu quarto você balança/quando ouve um brega você não resiste e dança”

(Wanderley Andrade)

E assim vai se desenhando um TCC  😀

h1

Status Teceçônico

28 de janeiro de 2013

Dando o pulo do gato.

 

Eu seeeei que já tive 14894674 temas de TCC – e com projeto pronto, orientador escolhido e o escambau – mas agora não tem mas volta. Com todas as disciplinas concluídas lá na FaCom *SIM, EU FINALMENTE POSSO DECLARAR ISSO*, não dava mais pra brincar da minha brincadeira favorita de pensar-pesquisar-montar projeto de TCC. Foi até bom enquanto durou porque me rendeu boas leituras e até algumas publicações, mas that’s over, baby.

Logo depois da greve, quando achava que ia conseguir me formar (pegadinha do malandro, rá!) escolhi um objeto com o qual eu tenho uma boa familiaridade de experiência sensível, digamos assim, pra desenvolvê-lo com mais destreza. Fiquei MUITO satisfeita com a minha decisão, conversei com um galeral e todo mundo gostou, SÓ QUE ainda faltava alguma coisa, sabe, aquela coisa, pra que ele pudesse rolar de vez.

Aí eis que hoje, depois da caralhésima pesquisa google scholar ( tô viciada em ler teses, monos e artigos, meu chessus!), acabo de dar o pulo do gato, sabe? E esse eu diria que foi o pulo do gato ninja, hehe.

Então sem mais firulas e a quem interessar possa:

Estou pesquisando a relação Mídia-Música-Memória nos Tecnobregas produzidos entre os anos 2002 a 2007. Sabe aqueles bregas que falam de aparelhagem, dj’s e casas de show tipo

“RUBI, RUBI, TU ÉS O MEU RUBI/RUBI, RUBI, EU SOU O SEU RUBI”

ou

É O EL SONIDOOO/ QUE VAI TOCAAAR/ A FORÇA JOVEEMMM/ AO SOM DO TAUÁÁÁ”

?

Pois é, estou analisando 9 deles para verificar seu poder de jingle publicitário na memória de seu público. Bom, na verdade é um pouco mais complexo que isso, mas aí já basta o que eu tenho que parir aqui nesse doc do word que me olha 24h por dia  dessa barra de tarefas aqui embaixo =p

Já tá tudo estruturadíssimo, embasadíssimo, redondíssimo, agora é HARD PAU NA MÁQUINA.

E isso ao som das novas pedras do brega, é claro 😉

   

 

Lúcio Flávio Pinto

A Agenda Amazônica de um jornalismo de combate

Grupo Ecosol

Grupo de Pesquisa em Economia Solidária

Das Lutas

Coletivo

[PONTO DE PAUTA] para o livre debate.

Destina-se a abordar criticamente acontecimentos relacionados à política, à economia e à cultura no Brasil, na Amazônia e no Pará em contraponto com a visão editorial conservadora dos chamados grandes órgãos de comunicação.

Ginecosofía

Sabiduría Ancestral de las Mujeres

CINE CCBEU

Em fase de treinamento.

Cine Líbero Luxardo

Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves

CINE OLYMPIA

Em fase de treinamento.

Centro Cultural SESC Boulevard

Em fase de treinamento.

BLOG DO BARATA

Em fase de treinamento.

Site da Enecos

Em fase de treinamento.

Xingu Vivo

Em fase de treinamento.

Hupomnemata

Em fase de treinamento.

Manuel Dutra

Em fase de treinamento.