h1

Adolescentes não sabem o que é bom

6 de setembro de 2013

Quando eu pegava ônibus pra ir à escola do meu ensino fundamental, o Madre Celeste, era obrigada a ouvir todo santo dia aquele programa da rádio liberal que acredito ainda existir, o Roberto Carlos em detalhes.
Eu sempre ia pra escola enjoada por ser obrigada a tomar leite quente pra ficar inteligente (crença que persiste até hoje na cabeça paterna do seu Machado), aí subia naquele ônibus bacanamente lotado e lá vinha a maldita vinheta Roberto Carlos em detalheees, liberaaaaal e na sequência Não adianta nem tentaaar me esquecer…
Eu era adolescente, viver era um horror ainda maior ao ouvir aquelas músicas durante todo o trajeto na mesma sequência manjada de sempre.
Você é meu amigo de fé, meu irmão, camarada
Aí quando vinha Aaaamazônia, que sonha, o muuundo
pelamordedeus! Rezava pra que chegasse a parada do colégio antes dessa, que julgava a mais terrível.
Traumatizei e passei anos odiando o Roberto.
Aí já na universidade, um amigo vem me contar do show incrível (incrível é uma palavra de gente cult, já constatei) em que ele havia levado a mãe e se emocionado à beça, um show do Roberto Carlos.
Porra, não era possível que aquele bicho gostasse daquele cara.
E foi graças à convivência com o Rodrigo que eu redescobri o Roberto e me identifiquei completamente com a fase Jovem Guarda dele, e com várias outras canções para além dela…

Hoje eu me acho, me sinto a moleca doida de calça boca de sino dirigindo um Cadillac quando ouço Robertão, hehe

Robertão Cadilac

Claro que ainda tem aquelas músicas que eu simplesmente PASSO quando tô ouvindo as sequências dos CDs que meu pai compra, principalmente essas mais recentes tipo esse cara sou eeeu, Blargh! Quanto ao fato dele ser um dos maiores boys da Globo, bom, juro que não me bato com isso. Só não assisto aqueles especiais de fim de ano porque também aí já seria demais pro meu lattes rsrs.

Aí hoje tem uma música do Rei que tá rolando altíssima na minha cabeça e já é a trilha sonora do meu dia (porque música boa é aquela que dialoga com nossos contextos de viva, né não?)

Daqui pra frente tudo vai ser difereeeeente, você tem que aprender a ser genteeee, seu orgulho não vale NAA-DA…NAA-DA!

E já que o dia é de muitas tarefas, não vejo a hora de chegar a noite pra que eu abra um vinho, coloque o Robertão pra tocar nas alturas, envie uma sms saudosista pro Rodrigo e brinde a esse espírito Jovem Guarda que nos habita 😀

Viva o Rei!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Lúcio Flávio Pinto

A Agenda Amazônica de um jornalismo de combate

Grupo Ecosol

Grupo de Pesquisa em Economia Solidária

Das Lutas

Coletivo

[PONTO DE PAUTA] para o livre debate.

Destina-se a abordar criticamente acontecimentos relacionados à política, à economia e à cultura no Brasil, na Amazônia e no Pará em contraponto com a visão editorial conservadora dos chamados grandes órgãos de comunicação.

Ginecosofía

Sabiduría Ancestral de las Mujeres

CINE CCBEU

Em fase de treinamento.

Cine Líbero Luxardo

Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves

CINE OLYMPIA

Em fase de treinamento.

Centro Cultural SESC Boulevard

Em fase de treinamento.

BLOG DO BARATA

Em fase de treinamento.

Site da Enecos

Em fase de treinamento.

Xingu Vivo

Em fase de treinamento.

Hupomnemata

Em fase de treinamento.

Manuel Dutra

Em fase de treinamento.

%d blogueiros gostam disto: