h1

Ai, minha Belém!

20 de janeiro de 2012

Beirei a nostalgia de um tempo que não vivi  quando vi essa foto da Praça do relógio (Belém) na década de 60/70, postada no face. Tão organizadinha, limpinha, arborizada, colorida…

Mas aí quando eu penso nas origens das transformações do espaço urbano e de como essa praça, mesmo capenga do jeito que está hoje, retrata a minha relação com a cidade, estampo um sorriso meio de banda no rosto, mas que não deixa de ser um sorriso…

Meu gosto pelas andanças na madrugada quase sempre me leva ao complexo do ver-o-peso, e atravessar a praça do relógio observando sua vida noturna é um exercício de sensibilidade que eu recomendo a todos.

Quando está amanhecendo e os trabalhadores tomam a praça com peixes, mariscos, verduras e hortaliças, cafés e outros itens, que vida que ela tem! Que cheiros, que cores! Como são ricos cada minuto dessa dinâmica…

É aí que eu concluo que deixar de apreciar isso para curtir a nostalgia vira bobagem, sabe?

É claro que eu não vou deixar de observar o descaso com a estrutura da praça, mas ela continua mantendo seu valor de espaço público e contando a história dos que por ali circulam (ou que deixam de circular, como é o caso dos nossos péssimos gestores).

O espaço urbano transpira a história de sua população, e a minha está contida nas pedrinhas centenárias dessa praça com toda a certeza.

E já reparou no que está escrito no pé do relógio que fica no centro dela?

PARE BELO MONTE!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Lúcio Flávio Pinto

A Agenda Amazônica de um jornalismo de combate

Grupo Ecosol

Grupo de Pesquisa em Economia Solidária

Das Lutas

Coletivo

[PONTO DE PAUTA] para o livre debate.

Destina-se a abordar criticamente acontecimentos relacionados à política, à economia e à cultura no Brasil, na Amazônia e no Pará em contraponto com a visão editorial conservadora dos chamados grandes órgãos de comunicação.

Ginecosofía

Sabiduría Ancestral de las Mujeres

CINE CCBEU

Em fase de treinamento.

Cine Líbero Luxardo

Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves

CINE OLYMPIA

Em fase de treinamento.

Centro Cultural SESC Boulevard

Em fase de treinamento.

BLOG DO BARATA

Em fase de treinamento.

Site da Enecos

Em fase de treinamento.

Xingu Vivo

Em fase de treinamento.

Hupomnemata

Em fase de treinamento.

Manuel Dutra

Em fase de treinamento.

%d blogueiros gostam disto: